Cores, Luzes e Materiais

Ops! Esse artigo já está no Ponto V! – Clique no link abaixo para ler:

Ponto V! – Cores, Luzes e Materiais

Anúncios

Sobre Vinícius Godoy

Leia a biografia completa aqui: http://pontov.com.br/site/index.php/colaboradores/54-vinigodoy
Esse post foi publicado em C++, Desenvolv. de Jogos, Jogos, OpenGL, Programação. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Cores, Luzes e Materiais

  1. Diogo_RBG disse:

    Não sei de onde você encontra tanta inspiração e clareza nas explicações.
    O assunto está se tornando cada vez mais complexo, mas vejo que você tira de letra.
    Excelente trabalho !

  2. vinigodoy disse:

    Metade é da minha pós e do fato de eu já ter sentado a bunda na cadeira e estudo o assunto por várias horas.

    E outra metade é do OpenGL Super Bible e do Beginning OpenGL Game Programming, que já citei em vários posts.

    Não tem jeito, só com esforço e estudo para aprender e falar bem de alguma coisa! 🙂

    Mas teu blog também é muito legal. Sou leitor de carteirinha!

  3. skhaz disse:

    Concordo com o que o Diogo disse acima, eu já ate o chamo de Mestre/Professor Vinicius 😀

  4. Tiago disse:

    SOCORRO!!!

    Alguma sugestão???

    Criar um modelo simplificado para o interior de uma parte de um prédio.
    Um visitante poderá caminhar pelos corredores, abrir portas, entrar nas salas, circular dentro delas, ligar e desligar as luzes.
    Pelo menos algumas salas de aula e algumas salas de professores devem poder ser abertas e visitadas. As demais salas do setor podem estar fechadas.
    As janelas devem estar presentes, com suas esquadrias e vidraças, mas não precisam abrir.
    Em uma das salas a janela deve ter persianas que abrem e fecham.
    As cores de paredes, vigas, portas e móveis devem ser aproximadas.

    O visitante deve poder escolher entre cena noturna e cena diurna. A primeira deve considerar apenas iluminação interna, sem nenhuma influência do meio externo. Na cena diurna o efeito da iluminação externa deve estar presente e alguns itens externos devem ser visíveis através das janelas.

    A área escolhida deve ser exclusiva e deve ser comunicada juntamente com a composição do grupo. Se houver duplicidade na escolha, o grupo será comunicado para que possa escolher outra área.

    Vlw.

  5. vinigodoy disse:

    Só uma… sente a bunda na cadeira, estude a matéria e faça… E prepare-se porque vai dar um bocado de trabalho.

    Infelizmente, não tem jeito fácil de aprender. Um pouco de suor as vezes é beeem necessário. 😉

  6. Bruno disse:

    Muito bom o artigo.
    So um reparo: No red book (Opengl Programming Guide), woo diz:

    The OpenGL lighting model considers the lighting to be divided into four independent components: emitted, ambient, diffuse, and specular. All four components are computed independently, and then added together.

    Falta por isso falar na componente emissiva da luz.

  7. Bruno disse:

    Peço desculpa. Li o teu artigo de relance e agora, depois de uma leitura mais completa vejo que falas na componente emissiva. Mais uma vez as minhas desculpas. Muito bom artigo.

  8. vinigodoy disse:

    Olá.

    Você leu o subtópico que fala dos materiais? Ali estou falando do componente emissivo.

    Coloquei lá porque ele só é aplicado a materiais e ainda deixei uma observação muito importante: embora o material pareça estar brilhando, ele não é considerado pelo OpenGL uma fonte de luz, assim, não iluminará o que está em volta dele.

  9. Pingback: GamedevNews – 01 | Select Game

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s